terça-feira, 8 de novembro de 2005

"A VIDA É A ARTE DOS ENCONTROS EMBORA HAJA TANTOS DESENCONTROS PELA VIDA"

Depois de ler uma carta que um amigo escreveu para a pessoa que ama, me veio essa frase do grande poeta Vinícios de Moraes: "A vida é a arte do encontro embora haja tantos desencontros pela vida..."

Fico aqui pensando em como as pessoas podem complicar suas relações por "n" motivos. Deixam que o medo, a intolerância,o orgulho se coloquem em seus caminhos e deixam de viver algo tão maravilhoso que é amar e ser amado.

Por que as pessoas conseguem destruir sentimentos tão bonitos?

Por que perder tanto tempo com brigas, indecisões?

Há uns dias venho pensando também no que já deixei para trás por orgulho, imaturidade. Lembro de ter deixado um amor escorrer entre os dedos como grãos de areia. Na época era imatura e não sabia a grandiozidade daquilo que sentia e até hoje ninguém conseguiu preencher este vazio que existe dentro de mim.Algumas vezes penso que estou perto de preenchê-lo, mas algo acontece e todas as ilusões vão por água abaixo.Acho que a resposta é exatamente essa: ilusões...rs.Mas acredito que o tempo nos trás respostas, e hoje já encontrei algumas.

Nada como um dia após o outro, não é mesmo? E como dizem: sou brasileira e não desisto nunca..rs.

Um dia alguém me descobre..rs (esperança também é a última que morre..rs)

Voltando ao assunto...

Vamos combinar uma coisa: qual é o amor que dura quando se discute o tempo todo, por motivos estúpidos ou quando deixam os problemas crescerem sem fazer nada a respeito disso?

Qual é o amor que aguenta cobranças, marcação cerrada?

Relacionar-se não é nada fácil, principalmente quando se tenta dominar o outro. Acho que a chave é o companheirismo,a cumplicidade, o respeito. Não adianta sufocar. Quem aguenta se sentir sufocado?

Acho que devemos deixar o outro à vontade para que assim ele se sinta leve e se sentindo assim não vai querer sair de perto. Porque você estará mostrando que o respeita como ser humano.

Quando digo à vontade quero dizer que não devemos querer mudar o outro para que se encaixe no estereótipo idealizado. Cada um tem sua forma de ser, de agir, de pensar. Cada um tem o seu tempo e isso não quer dizer necessariamente que o tempo do outro seja o mesmo que o nosso.

Acho que se as pessoas passassem a enxergar o outro como é, poderia aprender muito e assim preservar a relação e evitar tantos desentendimentos, dúvidas, medos e desencontros.

Costumamos falar: a vida é muito complicada. Será? O problema não é a vida ser complicada e sim nós complicarmos a vida.

Eu fico aqui pensando, por que as pessoas quando passam por uma crise em seus relacionamentos não fazem uma reconstituição desde o início da relação?

Um exemplo,por que não pára um momento e reflete sobre a situação em questão. Porque não pensa no motivo que levou até aquilo. Dialogue, não faça um monólogo.

A relação está monótona ou parece que houve desencontro nos caminhos? Relembre o início de tudo, o que te fez amar aquela pessoa, o que você viu nela que te fez acreditar que aquela pessoa era quem você queria ao seu lado? Por que não tenta resgatar aqueles bons tempos do início do namoro, onde tudo é descoberta? Redescubra a sua relação.

Se nada disso adiantar, se cada um seguiu um caminho diferente, é melhor mesmo cada um seguir o caminho que escolheu.Mas com a consciência de que tentou de todas as formas resgatar o relacionamento e não apenas deixou escapar por entre os dedos.

5 comentários:

elza disse...

Dar-se todo o tempo exige muiota força de vontade. Sem dar-se não há relação que resista e sempre um acha que está se dando mais do que o outro e cedendo mais do que o outro. Relação a dois é um porre. Bjkª da Elza

Vanna disse...

Tudo o q vc escreveu pode ser resumido em: só podemos mudar a nós mesmas, o outro será do jeito dele e cabe a nós saber se como ele é nos deixa confortável para amá-lo.
Beijos

Patty disse...

Aninha
Q texto mil vezes arrebatador.
Sabe q nossa conversa me rendeu um post?
Ainda te citei. A Vanna q comentou aí é minha amiga q veio de lá.
Depois dá uma passada pelo palavras...

Desejo tudo de bom pra vc e sobre esse assunto, só o tempo né?
Um beijo!

Gabriel disse...

Adoro essa frase.
A musica também.

Patty disse...

Aninha
Eu voltei como vc não atualizou, fiquei escutando um pouco a música.
Eu adoro Enya - Only Time,aff, deixa eu ir embora né?
Gostei do email q me enviou.
Beijos
Beijos
e como anda aquela história????